GEOFOOD IS A BRAND FOR LOCAL FOOD IN UNESCO GLOBAL GEOPARKS TERRITORIES 

Elvegaten, 4370 Egersund, Norway

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

©2016 GEOfood.

Critérios de qualidade 

Critérios gerais do logotipo GEOfood, para os produtores e consumidores:

CRITÉRIOS geográficos para produtores e produtos de GEOfood:

Somente os produtores ou empresas no território de um Geoparque Global aprovado pela UNESCO podem usar o logotipo de GEOfood.

No que diz respeito a localização de empresas ou zonas de produção, cada Geoparque pode decidir se estabelece uma zona tampão que deve ser a este contíguo. A extensão deve ser claramente especificada e aprovada pelo

Geopark Magma (coordenador da certificação GEOfood).

O Geoparque deve enviar um pedido ao Geopark Magma para aderir à marca GEOfood com uma explicação relativa à zona de protecção. Será entregue uma folha aos Geoparques que queiram aderir.

A escolha de uma zona tampão deve ser descrita no rótulo juntamente com outras informações geológicas. A escolha da zona tampão deve ser determinada pelo facto de os produtos ou fábricas estarem localizados nos limites do Geopark e/ou pela coerência dos fenómenos geológicos.

Cada Geoparque tem a possibilidade de expandir a sua área nas zonas limites, de forma a minimizar as diferenças entre os membros da Rede Global de Geoparques.

 

O Geopark Magma reserva-se o direito de aceitação de candidatos.

 

Os produtores devem estar localizados na área do Geoparque ou na zona tampão. Os produtores GEOfood não podem estar localizados fora do Geoparque ou da zona tampão.

 

As matérias primas que constituem os produtos GEOfood devem ter origem na área do Geoparque (ou zona tampão) mas podem ser transformadas fora do Geoparque e/ou da zona tampão.

Rótulos

Os produtos GEOfood devem ter uma ligação forte com o património geológico local, devem ser dadas informações específicas referentes a esta ligação nos produtos alimentares e nos menus de restaurantes GEOfood através de

informações escritas (ex. Batatas ou vegetais produzidos nos arenitos férteis formados pelo movimento glaciar durante a última Idade do Gelo; azeite produzido a partir de oliveiras plantadas em argilas Jurássicas depositadas no

antigo Mar de Tethys; sal do mar antigo; Pão de cereais cultivados no solo do Geoparque devido a fenómenos geológicos especiais, etc.).

Se o Geoparque escolher a zona tampão esta deve ser mencionada no rótulo.

A origem das matérias primas deve estar claramente descrita no rótulo, mais uma vez associando a herança geológica.

Categorias de produtores GEOfood

Existem duas categorias gerais para definir produtos GEOfood dependendo do processo de produção:

Matérias primas, como: vegetais, frutos secos, carne, bagas, peixe, cogumelos, azeite, mel, leite, etc.

Os produtos pesqueiros não devem ser congelados para serem considerados GEOfood.

Produtos Artesanais, como: comida e bebida com origem na combinação ou transformação de matérias primas cultivadas na área do Geoparque ou zona tampão. (ver: “critérios geográficos”).

Produtos como queijo, vinho, cerveja, pão, bolachas, etc.

É expressamente proibido colocar Logos EGN-GGN ou UNESCO em produtos que contenham álcool.

Critérios GEOfood para Restaurantes:

O logo GEOfood deve estar colocado em local visível nas empresas aderentes e nos seus Meios de Comunicação;

Os Menus GEOfood devem ser inspirados pelo património geológico evidenciando a importância desta característica nos Geoparques e permitindo aos clientes disfrutar do Património Geológico através do paladar e se possível,criando uma atmosfera local ao ar livre na área de refeições.

As empresas devem elaborar menus GEOfood com pelo menos 50% de matérias primas locais (local: originalmente da área do Geoparque ou zona tampão).

 

Os restaurantes GEOfood devem servir no mínimo um menu GEOfood.

Promoção mútua entre o Geoparque e as entidades aderentes com utilização de logos, folhetos promocionais e páginas web (página web oficial, meios de comunicação sociais, notas de imprensa, etc.).

 

Relatórios anuais, ou mediante acordo, sobre as actividades das entidades aderentes ao Geoparque.

 

Como é que os Geoparques podem aderir ao selo de qualidade GEOfood?

 

Definir o território onde o Geoparque pretende aplicar as normas e logo GEOfood.

 

Definir a ‘zona de protecção’ (zona tampão) escolhida com o mapa da zona de protecção, descrição geológica, explicação clara das razões da escolha.